Home / Sobre Disjuntores / Disjuntores diferenciais-residuais: o que são e como funcionam?

Disjuntores diferenciais-residuais: o que são e como funcionam?

Em meio à complexa teia de fios e cabos que alimentam nossos lares, escritórios e comércios, reside um perigo que não vemos: as fugas de corrente. Incapazes de serem percebidas a olho nu, essas falhas na isolação elétrica podem levar a graves acidentes, desde choques elétricos até incêndios. É nesse cenário que os disjuntores diferenciais-residuais (DRs) assumem um papel crucial na segurança das instalações elétricas.

Neste blog, descobriremos mais sobre DRs, e como esses dispositivos funcionam, qual sua importância e como escolher o modelo ideal para cada necessidade.

DR: Funcionamento e Características

O DR, também conhecido como dispositivo diferencial residual, é um componente essencial para garantir a segurança elétrica. Sua principal função é detectar e interromper imediatamente correntes de fuga, prevenindo choques elétricos e incêndios. Mas como ele consegue fazer isso?

O segredo do DR está em monitorar constantemente a corrente elétrica. Através de um transformador interno, o DR acompanha de perto a corrente que entra e sai do circuito. Em um sistema elétrico funcionando perfeitamente, a corrente que entra deve ser exatamente a mesma que sai. Mas se houver uma fuga de corrente, o DR percebe essa diferença e entra em ação.

Em menos de meio segundo, ele desliga o circuito, cortando o fornecimento de energia e evitando que o problema se agrave. Essa rapidez é crucial para evitar acidentes, principalmente em situações com risco de contato direto com a corrente elétrica.

A importância do DR

As fugas de corrente, embora invisíveis aos olhos, podem para as pessoas e suas propriedades. Os choques elétricos, por exemplo, podem causar desde leves formigamentos até graves lesões, incluindo parada cardíaca e até mesmo morte. Já os incêndios, iniciados por faíscas ou sobreaquecimento de fios devido a fugas, podem trazer consigo perdas materiais incalculáveis e colocar em risco a vida dos ocupantes.

A instalação de um dispositivo de proteção diferencial residual (DR) atua como um escudo contra esses perigos. O DR detecta e interrompe a corrente de fuga em seu estágio inicial, prevenindo choques elétricos e incêndios, protegendo vidas e bens.

Escolhendo o DR ideal

A escolha do DR ideal para cada instalação elétrica depende de diversos fatores, como o tipo de circuito, a corrente nominal e a sensibilidade desejada.

Tipo de circuito: Os DRs podem ser classificados em diferentes tipos, de acordo com o tipo de circuito que protegem. DRs monofásicos são adequados para residências e pequenos comércios, enquanto DRs trifásicos são necessários para instalações industriais e comerciais de maior porte.

Corrente nominal: A corrente nominal do DR deve ser compatível com a corrente máxima que o circuito irá suportar. Essa informação pode ser encontrada no projeto elétrico da instalação.

Sensibilidade: A sensibilidade do DR determina a intensidade mínima de corrente de fuga que ele irá detectar e desligar o circuito. Para áreas úmidas ou com maior risco de contato com água, como cozinhas e banheiros, recomenda-se a utilização de DRs com sensibilidade de 10mA. Já para áreas secas, DRs com sensibilidade de 30mA podem ser suficientes.

A Norma ABNT NBR 5410: Segurança em Instalações Elétricas de Baixa Tensão

No Brasil, a utilização de DRs em residências e condomínios é obrigatória, conforme determinado pela Norma ABNT NBR 5410: Segurança em Instalações Elétricas de Baixa Tensão. Essa norma estabelece os requisitos mínimos para a instalação de sistemas elétricos seguros, incluindo a obrigatoriedade do uso de DRs em diversos circuitos, como tomadas, chuveiros e áreas úmidas.

Onde instalar o DR

A instalação do DR deve ser realizada por um profissional eletricista qualificado, que irá determinar o local ideal para sua instalação, de acordo com as características da instalação elétrica e as normas de segurança vigentes. Pontos a considerar:

Quadro de distribuição: O DR geralmente é instalado no quadro de distribuição principal. Este é o ponto onde a energia elétrica entra na instalação e é distribuída para os diferentes circuitos. A instalação do DR aqui protegerá toda a instalação elétrica.

Subquadros de distribuição: Em instalações maiores, pode haver subquadros de distribuição que alimentam diferentes partes da instalação. Nesses casos, pode ser apropriado instalar DRs adicionais nesses subquadros para fornecer proteção adicional.

Perto de áreas de alto risco: Em algumas instalações, pode haver áreas que apresentam um risco maior de choque elétrico, como banheiros, cozinhas ou áreas externas. Nestes casos, pode ser apropriado instalar DRs adicionais para proteger especificamente essas áreas.

Proteção segura com Decorwatts

A segurança elétrica não se resume apenas à instalação do DR. É importante contar com profissionais qualificados para garantir a instalação correta, a realização de manutenções periódicas e a escolha dos equipamentos adequados para cada projeto.

A Decorwatts se destaca como parceira ideal para garantir a segurança completa da sua instalação elétrica, oferecendo os materiais necessários com total qualidade e eficiência.

Ao escolher a Decorwatts para cuidar da segurança elétrica da sua casa, empresa ou comércio, você investe na tranquilidade e na proteção de seus familiares, colaboradores e clientes.

 

Referências:

https://g1.globo.com/pernambuco/especial-publicitario/celpe/desligue-o-desperdicio/noticia/2016/05/entenda-fuga-de-corrente-e-como-evita-la-para-nao-aumentar-sua-conta-de-energia.html#:~:text=Pode%20ser%20a%20fuga%20de%20corrente%2C%20que%20acontece,mal%20dimensionados%20ou%20com%20isola%C3%A7%C3%A3o%20desgastada%20pelo%20tempo

https://sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/artigos/como-identificar-e-evitar-problemas-da-fuga-de-energia,49acdc11167b6810VgnVCM1000001b00320aRCRD

https://blog.se.com/br/eletrica/2016/12/15/dispositivo-dr-protecao-eletrica/

https://www.sabereletrica.com.br/disjuntor-drs/

https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/5810747/mod_resource/content/1/NBR5410%20-%20Instala%C3%A7%C3%B5es%20el%C3%A9tricas%20de%20baixa%20tens%C3%A3o.pdf

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Leia também

Dúvidas Frequentes: Disjuntores e Interruptor DR

Saindo mais um post quentinho da nossa série sobre dúvidas frequentes, dessa vez vamos falar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *