Home / Segurança Elétrica / Disjuntor: O componente principal da segurança elétrica

Disjuntor: O componente principal da segurança elétrica

Você sabe o que é um disjuntor elétrico?

Trata-se de um componente essencial para qualquer instalação elétrica, cujo objetivo é proteger e garantir a segurança dos circuitos através de um mecanismo que desativa a distribuição de energia automaticamente ao detectar um curto-circuito ou sobrecarga.

É fundamental colocar disjuntores elétricos em todas as suas instalações – é a forma mais eficaz de garantir a segurança dos circuitos, dos seus utilizadores e dos equipamentos, sejam residenciais ou industriais.

ONDE INSTALAR O DISJUNTOR ELÉTRICO?

A melhor é opção é instalar o disjuntor no quadro de luz – o componente é um interruptor, uma “chave” que liga e desliga o padrão de energia.

Além de funcionar automaticamente, desativando o fluxo de energia quando detectado um curto ou uma sobrecarga, ele também pode ser ativado e desativado mecanicamente.

Assim, o ideal é seccionar a instalação dos disjuntores – por exemplo, se você está fazendo a instalação elétrica de uma residência, pode utilizar um disjuntor para o quarto, outro para a cozinha, outro para a sala e assim por diante.

A vantagem é que, se houver problema no circuito de um dos cômodos, você não fica sem energia nos demais – além, claro, de facilitar eventuais manutenções: se precisar mexer na instalação do quarto, por exemplo, não precisará cortar a luz da residência toda.

QUAL A DIFERENÇA PARA O ANTIGO FUSÍVEL?

Em linhas gerais, ambos têm a mesma função – proteger o circuito e os equipamentos nele plugados.

A diferença é que o fusível, quando detecta sobrecarga, rompe seu filamento e precisa ser descartado.

Já o disjuntor apenas desarma, podendo ser reutilizado depois – quando o disjuntor entra em ação, basta reparar o circuito e ligar a chave novamente, sem necessidade de nenhuma troca ou reinstalação.

Dependendo do modelo do disjuntor, é totalmente possível, e até recomendado, que ele substitua os fusíveis – é o caso, por exemplo, dos disjuntores termomagnéticos, os mais comuns em instalações residenciais e comerciais.

COMO FUNCIONA O DISJUNTOR?

Os disjuntores desligam automaticamente quando sua capacidade – que vem determinada de fábrica – é ultrapassada.

Por exemplo: você tem um disjuntor de 20 amperes instalado na sua casa, no circuito relativo à cozinha.

Ao ligar a lava-louças, por algum motivo ela superaquece. O disjuntor detecta a sobrecarga e corta o fornecimento de energia.

Você saberá que o disjuntor entrou em ação por dois motivos: o som bastante particular – um estalo – e o corte de luz naquele circuito.

O ideal, então, é chamar um eletricista para reparar o problema – ou desativar o equipamento que causou a sobrecarga e rearmar o disjuntor, restabelecendo a energia.

Mas é fundamental escolher o disjuntor adequado para sua instalação elétrica, ou ele não funcionará corretamente.


Compre disjuntores diretamente pelo ecommerce – www.decorwatts.com


Deixe um comentário

Deixe um comentário

Leia também

instalações elétricas

11 erros mais comuns em instalações elétricas

As instalações elétricas são uma das partes mais importantes de qualquer construção, seja em nossas …