Home / Sobre Cabos & Fios / Tipos de eletrodutos: como escolher o mais adequado

Tipos de eletrodutos: como escolher o mais adequado

tipos de eletrodutos

Eletrodutos, também conhecidos como conduítes, são responsáveis pela proteção da fiação elétrica de uma construção, seja de uma casa, uma empresa ou indústria. São tubos que abrigam os condutores – fios e cabos elétricos – e ficam escondidos dentro das paredes ou pisos, podendo ficar visíveis em alguns casos. Por isso, assim como escolher fios e cabos elétricos adequados, é preciso prestar atenção nos tipos de eletrodutos na hora da compra. Eles são muito importantes para ajudar na segurança e funcionamento da sua instalação elétrica.

Os eletrodutos protegem os condutores elétricos de influências externas, como choques mecânicos – colisões – e agentes químicos que poderiam danificá-los. Além disso, eles também protegem o ambiente externo (o seu ambiente) de possíveis incêndios, que podem ser causados pela falta de isolamento da eletricidade ou durante um curto-circuito, por exemplo.

Além de imprescindíveis para a segurança elétrica, podem contribuir com a decoração do ambiente, como quando os eletrodutos ficam visíveis! Esse estilo de elétrica aparente deixa o espaço com um tom industrial. Além de ser uma tendência na decoração, é uma solução prática e econômica.

Nesse post você vai conhecer os tipos de eletrodutos e suas especificações, o que vai ajudar na escolha do melhor modelo para cada parte do seu projeto!

 

Tipos de eletrodutos

Os eletrodutos podem ser classificados de acordo com o seu material e com o seu formato.

tipos de eletrodutos

Em relação ao material utilizado em sua fabricação, eles podem ser:

  • Metálicos (magnéticos) – para evitar corrosões a proteção desse material é feita com cobertura de esmalte, galvanização (aplicação de uma camada protetora de zinco) ou capa externa plástica, por exemplo.
  • Isolantes (não magnéticos) – feitos de materiais como o PCV, que tem como característica a isolação térmica, elétrica e à umidade, podendo ser também anti-chamas (recomendado).

Já em relação ao formato, os tipos de eletrodutos mais comuns de se encontrar  são os rígidos e os flexíveis. Veja as características de cada um deles:

eletroduto rígido

Eletroduto rígido

Os eletrodutos rígidos podem ser fabricados em tubos de aço galvanizados (material metálico) ou em PVC (material isolante). Os rígidos metálicos são mais comuns que os de PVC e são esses modelos que normalmente ficam aparentes na decoração de estilo industrial, como você viu ali em cima.

Esse modelo de eletroduto é mais utilizado em pisos, lajes e superfícies concretadas, uma vez que são bastante resistentes à colisões externas. Também são usados em linhas subterrâneas, podendo estar em contato direto com a terra ou envolto em concreto. São indicados tanto para instalações elétricas residenciais, como para industriais. Por serem resistentes, ele podem ser difíceis no manuseio para instalação, uma vez que não podem ser dobrados.

Os eletrodutos rígidos podem ser também soldável, roscável e em curva. O modelo roscável, como o nome sugere, permite que você rosqueie um eletroduto ao outro – é o mais recomendado para fazer a conexão entre eles. Acabam ainda sendo mais resistentes que os soldáveis, em que é preciso ser feito alguns procedimentos nos eletrodutos antes de conectá-los – basicamente encaixar um ao outro e usar um tipo de adesivo – como uma cola – para que eles permaneçam encaixados. Já os modelos em curva permitem que os eletrodutos e condutores acompanhem a estrutura da construção quando precisar.eletroduto flexível

Eletroduto flexível corrugado e plano

Esse tipo de eletroduto pode ser considerado o mais popular e usado na maior parte das instalações. Normalmente feito em PVC, é recomendado para ser usado em paredes, pois devido à sua flexibilidade é possível de ser curvado, acompanhando facilmente a estrutura da construção.

Mesmo que o manuseio do eletroduto flexível corrugado seja mais fácil do que o rígido, é preciso tomar cuidado para não achatar esses eletrodutos, o que pode impedir a passagem da fiação!

Já o eletroduto flexível plano é “irmão” do corrugado. Possui as mesmas características, e se difere pela sua aparência. Enquanto o outro tem uma textura mais “enrugada”, esse modelo tem a superfície interna e externa lisa, semelhante a uma mangueira – o que pode facilitar a passagem dos fios e cabos.

 

Recomendações para a compra e instalação de eletrodutos

Agora que você já conhece os principais tipos de eletrodutos, é preciso saber também sobre alguns cuidados durante a compra e instalação.

Cuidados no momento da compra

São dois os fatores mais importantes  na escolha do modelo ideal para seu projeto. Fique atento à curvatura que o seu projeto exige, ou seja, se os eletrodutos terão a flexibilidade necessária para que não obstruam a passagem dos condutores elétricos – não devem ser feitas curvas superiores a 90°. Além disso, leve em conta a resistência deles contra impactos. Lembre-se: os tipos de eletrodutos com o melhor custo benefício são aqueles que são os mais adequados para o seu projeto.

Ao encontrar o modelo mais adequado, não esqueça também de checar as características básicas de segurança! Certifique-se de que o produto que você está comprando é resistente ao calor e fogo, e se não apresenta fissuras visíveis. Cuidado também com produtos muito baratos, aqueles abaixo da média, que podem sinalizar o uso de materiais sem boas características de segurança. Na dúvida,  opte por marcas já consagradas no mercado.

Por fim, ao avaliar o preço, tenha em mente que os eletrodutos de alta qualidade são materiais recicláveis e bem duráveis – em média de 50 anos – e os custos da compra desse produto costumam representar menos de 10% do valor total de uma obra. Então, vale a pena investir em um material de qualidade, não é mesmo?


Cuidados no momento da  instalação

Dentro dos eletrodutos e conduítes devem ir apenas condutores isolados. Apenas em caso de aterramento devem ser usados condutores nus, mas aí com eletrodutos isolantes.

Tome cuidado também para não exagerar na quantidade de cabos e fios que vão dentro da tubulação. É possível instalar mais de um cabo no interior dos eletrodutos, mas o ideal é que a taxa de ocupação em relação à sua área transversal não seja superior a:

cuidados com eletrodutos

  • 53% preenchido no caso de 1 condutor
  • 31% preenchido no caso de 2 condutores
  • 40% preenchido no caso de três ou mais condutores, como você pode ver no exemplo:

Um lembrete que está em praticamente todos os nossos posts – e aqui não poderia ser diferente: não dispense a ajuda profissional, tanto para auxiliar você no momento da compra, como na hora da instalação. Principalmente em assuntos mais técnicos como esse!

Desde 2002 a Decorwatts está no mercado de distribuição de materiais elétricos, priorizando a qualidade nos produtos e o atendimento personalizado a cada cliente. Na loja online da Decorwatts você vai encontrar uma seção com tudo que você precisa para a sua construção ou reforma referente à tubos e conexões, incluindo eletrodutos e conduítes. Aproveite!

Fotos: 1

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Leia também

lista de materiais elétricos

Lista de materiais elétricos para a sua casa: o que você precisa e por que

O sistema elétrico de uma residência vai muito além do ligar e desligar de uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *