Home / Segurança Elétrica / Reforma elétrica: 8 sinais de que a hora chegou!

Reforma elétrica: 8 sinais de que a hora chegou!

reforma elétrica

A instalação elétrica é planejada no momento do projeto de uma casa ou um edifício. É bem comum que as pessoas que moram no lugar não tenham participado do processo da construção, e por isso não têm ideia de como está a situação atual do sistema elétrico do empreendimento. O que muitas vezes também nos impede de ter mais cuidado é o fato da instalação elétrica estar “escondida” nas paredes ou forros. Não dar a devida atenção à isso pode causar o adiamento de uma reforma elétrica bastante necessária.

Mesmo que aparentemente esteja tudo funcionando, uma má instalação ou a falta de uma reforma elétrica pode prejudicar tanto na conta de luz como na segurança dos moradores. E são sinais do dia a dia que revelam a necessidade – e a urgência – de uma reforma elétrica.

É mais fácil prestarmos atenção nesses problemas em nossas casas, mas lembre-se que você está cercado de instalações elétricas. Se você perceber esses sinais em seu trabalho, por exemplo, você deve alertar os responsáveis que podem não ter conhecimento disso. Nesse post, vamos abordar justamente os detalhes mais fáceis de serem identificados!

8 sinais que indicam uma reforma elétrica

Fios descascados

Se você encontrar fios ou cabos em más condições, ou seja, descascados, amassados ou em estado de corrosão, é um sinal que eles precisam ser substituídos com urgência.

Lembre-se que são eles que irão conduzir a eletricidade com segurança. O tamanho e a espessura dependem da potência da corrente elétrica dos equipamentos. Por isso é importante que eles sejam de qualidade e adequados para os aparelhos que você possui, evitando possíveis curtos.

– Temperatura elevada

Ao perceber que fios, tomadas e interruptores aquecem muito, é recomendado que você contrate um profissional para identificar o problema e fazer trocas desses materiais elétricos.

– Ligações de tomada e disjuntores

Se você está fazendo muitas ligações de tomada e disjuntores ou pequenos ajustes na instalação com mais frequência, é mais seguro e adequado viabilizar uma reforma elétrica. Lembre-se também de nunca ligar um fio diretamente na tomada, e cuidado com o uso de benjamins para não sobrecarregar a instalação elétrica – o ideal é apenas um aparelho por tomada.

– Disjuntores desarmando com frequência

O caso de disjuntores desarmarem com frequência ou os fusíveis queimando é um sinal de que a instalação está sobrecarregada. Casos de curto circuito e quedas repentinas de chave elétrica também devem ser observados com atenção. Novamente, o mais recomendado é procurar um eletricista para fazer uma avaliação.

– Tomadas e disjuntores muito perto de pias e torneiras

Tomadas e disjuntores perto de locais com água ou outros líquidos não é muito seguro. Se aparelhos eletrônicos entrarem em contato com a água, pode resultar em uma pane elétrica e dar um choque na pessoa que estiver usando os equipamentos. Se não tiver como aumentar essa distância, redobre a atenção. No caso de entrar em contato com a água, desligue primeiro o aparelho da tomada para depois recuperá-lo.

– Choques

Se você está tomando choques no registro do chuveiro ou na porta da geladeira, por exemplo, é um sinal importante de que a instalação elétrica está com problemas, além de ser super perigoso para a pessoa que levou o choque, dependendo da intensidade da descarga elétrica.

Para se proteger, é recomendado ainda que você fique longe de fios que não estão encapados, seja em casa ou na rua. Com as crianças o cuidado deve ser ainda maior. Colocar protetores nas tomadas é uma das principais recomendações.

– Cheiro de queimado

Ao sentir cheiro de queimado ou perceber sinal de fumaça e cabos derretidos procure o mais rápido possível um profissional. Evite que algo mais grave aconteça, como um incêndio.

– Oscilação na energia elétrica

A interrupção de energia pode não ser culpa da sua instalação elétrica, mas se acontece com frequência, vale a pena investigar. O corte repentino de energia ou oscilações podem danificar aparelhos eletrônicos e causar danos mais sérios para empresas que trabalham com dados, por exemplo, ou serviços cruciais, como hospitais.

Mais eficiente do que esperar aparecerem os sinais de uma reforma elétrica, são pequenas ações preventivas, que podem evitar que esses problemas aconteçam, além de deixar você mais seguro contra curtos-circuitos, choques e incêndios.

– Quando for viajar e se ninguém ficar em casa, desligue os aparelhos das tomadas;

– Para trocar uma lâmpada, desligue os disjuntores e a chave geral;

– Evite deixar cortinas ou tapetes perto dos fios elétricos;

– Procure a ajuda de um técnico sempre que achar necessário, ou seja, evite tentar resolver problemas na instalação elétrica por conta própria.

Instalações antigas são mais propensas a dar problema, porque não foram feitas para alimentar os aparelhos elétricos de hoje, que precisam de muito mais energia. Por isso, construções antigas são ambientes mais fáceis de serem sobrecarregados. Imagine: você aumenta o consumo de energia, mas a instalação elétrica que foi projetada para aguentar poucos aparelhos continua a mesma. A conta não bate!

Por isso, independentemente do tempo que a construção foi feita, o mais recomendado é revisar a instalação elétrica a cada 5 anos, através de uma inspeção e manutenção preventiva. Evite ainda fazer pequenos reparos e deixar que eles se acumulem. Isso pode dificultar o processo da reforma. Você pode até acabar gastando mais do que o necessário, caso fizesse uma manutenção segura e rotineira, e não só quando os problemas aparecem.

Quando for fazer a sua reforma elétrica ou iniciar a construção, conte com a Decorwatts para ser a sua fornecedora de materiais elétricos. Em nossa loja online você vai encontrar uma grande variedade de produtos e marcas de qualidade. Você pode escolher com calma e facilidade, contando com o nosso suporte de chat no site para tirar todas as suas dúvidas.

 

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Leia também

luzes de emergência: como funcionam?

Luz de emergência: como funciona?

Mesmo não sendo um item comum no interior da sua casa, com certeza você já …