Home / Segurança Elétrica / Qual é a diferença entre 110 e 220 volts: entenda como utilizar corretamente

Qual é a diferença entre 110 e 220 volts: entenda como utilizar corretamente

Ligar os aparelhos na tomada é uma ação tão comum que já faz parte do nosso piloto automático. Secador, celular, microondas e por aí vai. A lista é extensa e com ela vem uma dúvida: é 110V ou 220V? Qual a diferença entre escolher uma ou outra voltagem? Como funciona na prática? É normal que no momento da compra essas perguntas apareçam. Aliás, melhor assim! Às vezes só lembramos da diferença entre 110 e 220 volts quando vamos viajar para outro estado ou país. O ideal é pensar nesse assunto antes da compra de um produto: acertar nesse momento pode evitar riscos maiores para a instalação elétrica, para os equipamentos e até mesmo para você.

diferença entre 110 e 220 volts

Para começar, é importante saber que voltagem nada mais é do que a tensão elétrica. Essa palavra só existe pois a unidade de medida que representa a tensão é o Volt (V). A voltagem é a indicação do potencial de corrente que será necessário para funcionar um aparelho. Sendo assim, a diferença entre 110 e 220 volts está na instalação elétrica e no dimensionamento dos seus componentes.

O calibre dos fios que vão transportar a energia, por exemplo, são menores em uma tensão de 220V, do que em uma de 110V. Isso acontece, pois, independentemente da tensão, a potência dos aparelhos não muda. Ou seja, se um eletrodoméstico ou aparelho eletrônico possui uma determinada potência, a instalação de menor tensão, no caso 110V, precisa de mais corrente elétrica para manter essa potência e o equipamento funcionando. Para suportar o aumento da corrente, os fios precisam de uma espessura maior. Já em uma instalação de 220V, os fios podem ter um diâmetro menor, uma vez que a corrente elétrica necessária para o aparelho funcionar vai ser menor.

Na prática, sabendo que

potência (W) = voltagem (V) x corrente (A),

um chuveiro com potência de 5500W ligado em uma rede de 220V precisa de 25A. Já se for em uma rede 110V, será necessária uma corrente de 50A.

Leia também –  Guia de tipos de fios e cabos elétricos: como escolher?

Entendendo essa parte, sabemos agora que não basta ter atenção apenas no momento da compra dos aparelhos. Antes, é preciso saber qual a voltagem da sua instalação elétrica – pelo menos a que você mais utiliza, como na sua casa ou no trabalho – para escolher equipamentos que sejam compatíveis a ela.

Se você está no início de um projeto, é possível escolher essa voltagem ou quais tomadas do imóvel serão 110V ou 220V – sim, é possível ter as duas voltagens na mesma instalação, em tomadas diferentes. Mudar a voltagem da instalação depois de um projeto concluído já não é um bom negócio. Pode sair caro para o seu bolso e acabar não compensando no dia a dia, uma vez que existem alternativas para usar a voltagem corretamente.

diferença entre 110 e 220 volts

Além disso, como falamos anteriormente, a diferença entre 110 e 220 volts está na instalação. Tecnicamente não existe um critério para escolher entre uma e outra voltagem. O que você pode levar em conta é que a rede 110V é mais segura – levar um choque em uma tomada de 220V, por exemplo, tem o dobro de perigo. Mas lembre-se: choques elétricos, em qualquer uma das tensões, podem ser acidentes bem graves, mas que podem ser facilmente evitados se colocamos em prática medidas simples de segurança. O uso do novo padrão de tomadas brasileiras, por exemplo, minimiza esse risco, pois o encaixe para o terceiro pino cumpre o papel de fio terra.

Leia também –  14 maneiras de prevenir choques elétricos em casa ou no trabalho

Já sobre economia de energia, na prática, o desempenho e o consumo de energia são idênticos em ambas as tensões. O que impacta na sua conta de energia é a potência dos equipamentos e o tempo que eles permanecem ligados. Lembra que explicamos que a potência é a mesma, seja em uma rede 110V, seja em uma 220V? O que faz os fabricantes escolherem a tensão dos produtos é a disponibilidade de cada região. Na Europa, por exemplo, a maioria das tomadas é 220V, enquanto no Brasil é 110V. Nessa  matéria da Superinteressante você encontra mais informações sobre o motivo da voltagem mudar de uma região para outra!

Ainda que o consumo energético seja o mesmo, aparelhos elétricos que transformam energia elétrica em calor, como aquecedores, ferros e secadores, têm um desempenho melhor em uma tensão de 220V.

Diferença entre 110 e 220 volts: dicas práticas para utilizar a voltagem corretamente

  • Procure saber a voltagem das tomadas do imóvel e observe na indicação do produto que você quer comprar se ele é para uma instalação de 110V ou 220V.
  • Antes de viajar, pesquisa qual a voltagem utilizada na região. No Brasil a voltagem é bem diversificada.
  • Se possível, escolha aparelhos bivolt, ou seja, que funcionam em ambas as tensões. Celulares e computadores são os exemplos mais comuns, mas muitos outros aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos já são comercializados em versões bivolt. Essa é a melhor solução para você deixar a dúvida sobre a diferença entre 110 e 200 volts de lado! Esses equipamentos possuem transformadores flexíveis, o que evita a queima acidental ou um curto-circuito. Você também fica mais despreocupado(a) durante as viagens.
  • Se você possui muitos aparelhos que não são bivolt, existem transformadores que podem converter tensão 110V em 220V, ou vice-versa. Uma ótima alternativa para adequar tensões de equipamentos e redes elétricas. Você conecta o transformador na tomada e ele fica entre a instalação e o aparelho.

Encontre vários modelos de transformadores na Decorwatts

E afinal, por que é tão importante entender a diferença entre 110 e 220 volts e que os aparelhos e a instalação elétrica sejam compatíveis? O principal motivo é a durabilidade e a segurança. Um equipamento de 110V ao ser ligado em uma rede 220V vai sofrer curto-circuito. Ou seja, o aparelho vai queimar, uma vez que ele não está preparado para receber a corrente elétrica dessa tensão. Esse tipo de acidente pode causar danos em outros equipamentos conectados à instalação ou até mesmo incêndios. Por outro lado, se um equipamento 220V for ligado em uma rede 110V, o risco não é tão grande. O que pode acontecer é o aparelho não funcionar ou com um menor desempenho.

Conte com a ajuda de profissionais

É bem importante você ter esse conhecimento sobre a diferença entre 110 e 220 volts. Além de facilitar no momento da compra, vai ajudar a deixar a sua instalação mais segura. Mas, se você ainda ficou com dúvidas sobre o assunto, procure a ajuda de profissionais. Seja de um eletricista para dar o suporte com a instalação, seja com os vendedores dos aparelhos eletrônicos ou eletrodomésticos que você deseja comprar.

Outra aliada bem importante é uma loja de materiais elétricos de confiança. Você percebeu que falamos sobre vários produtos que estão envolvidos com a voltagem e a instalação elétrica, como tomadas, fios e cabos e transformadores. Para isso, a Decorwatts está aqui para ajudar com o que você precisar. Em nossa loja online você vai encontrar esses e muitos outros materiais, além de uma equipe preparada para receber os seus pedidos e tirar as suas dívidas. Entre em contato com a gente ou envie o seu orçamento online!

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Leia também

choques elétricos

14 maneiras de prevenir choques elétricos em casa ou no trabalho

Choques elétricos são acidentes que podem ser facilmente evitados e que muitas vezes dependem apenas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *